Tag Archives: Poema

Vazio.

29 dez

O que eu sou não convem,
as ilusoes ja estao todas perdidas,
E meu desalento não comove nem a mim mesmo.

Estou a margem do mundo dos outros
girando numa orbita tao fraca
que apesar no afeto, me faz me sentir tão só

na margem do mundo dos outros
sem ter ninguem para dividir meu próprio mundo.

vivo no vão de todas as coisas
que parecem reais, mas são só coisas
que existem só no pensamento de quem pensa.

são tão fragéis as relaçoes
o laços se desfazem tão facilmente
e fica o nó
na garganta
da saudade.

A tristeza não tem fim
Nunca.
Se espalha no vacuo deixado
por todos sentimentos que queriamos sentir
mas não sentimos.

 

 

Por Nilson Filho.

28/12/2010.

%d blogueiros gostam disto: