Tag Archives: C. S. LEWIS

C. S Lewis Movie – (com muita alegria, depois de anos procurando, apresento-vos.)

23 out

 

Ficou bem “inglês” , if you know what I mean…

Louvor

7 set
Mas o fato mais óbvio sobre o louvor — seja de Deus ou qualquer outra coisa — estranhamente me escapou. Eu o considerava em termos de elogio, aprovação ou honra. Nunca tinha percebido que todo gozo espontâneo transborda em louvor, a menos que, (algumas vezes ainda que) a timidez ou o medo de aborrecer os outros deliberadamente apareçam. O mundo ressoa em louvor — amantes louvam seus amados, leitores seu poeta favorito, os que caminham louvam a paisagem, torcedores louvam seus times — louvores ao clima, aos vinhos, aos pratos, aos atores, aos cavalos, às faculdades, aos países, aos personagens históricos, às crianças, às flores, às montanhas, aos selos raros, aos besouros raros, até mesmo, por vezes, aos políticos e estudiosos. Minha maior e mais básica dificuldade sobre o louvor a Deus dependia da minha negação absurda a nós, com respeito ao supremamente Valioso, do que nos deleitamos em fazer — o que de fato não podemos continuar fazendo — sobre tudo o mais que valorizamos. Imagino que tenhamos prazer em louvar o que nos agradar porque o louvor não meramente expressa mas complementa o gozo; ele é a sua consumação. Não é sem razão que os amantes continuam dizendo uns aos outros quão belos eles são; o deleite é incompleto até que seja expresso.
C. S. Lewis

O sentido da vida

29 abr

Desde os 13 ou 14 anos eu sempre senti muito conforto e alívio das minhas questões internas (além das escrituras) com C. S Lewis e Lutero. Não era com amigos meus, nem lideres e nem parentes, apesar da minha mãe incessantes vezes ter tentado e raros amigos se identificado.  Ninguém nunca me entendeu tão bem  e foram tão amigos meus quanto essas duas pessoas mortas a tanto tempo atrás. Em todas minhas crises de fé, toda falta de encaixe e todos arranca rabos denominacionais, toda dificuldade de entender o fluxo e a lógica e justiça de Deus e do porque as coisas para aquele que o segue de coração são tão mais difíceis, insuportáveis, e quase impraticáveis, eu aprendi vivendo e lendo que minhas crises existenciais, sempre tão diferentes  das demais pessoas ao meu redor que eu  julgava fúteis mas tanto invejava a leveza, eram absolutamente comuns a essas almas gêmeas mortas, que eram cheias de crise também.

Já na bíblia um dos salmos que eu mais gosto de quando eu era criança , e nos momentos de crise por ser o mesmo jeito realista que eu tenho de orar porque muitas vezes esqueço de ser grata e esperançosa, de olhar pra trás pra bendizer e ser grata em oração, é o salmo 88.

Depois de muitos anos eu li que ele é o salmo mais estranho da bíblia, já era de se esperar por ser o que eu mais gosto 😉 .      E os ao redor dele também por que eu não entendia o por que se uma criança tentava sempre fazer o certo(na época eu ainda me achava moralmente boa e moralmente justa) a vida dela era sempre mais cretina do que de qualquer outra criança que era perversa e fazia só o que dava na telha mas vivia tão feliz e despreocupada e quase sem problemas nenhum. Por que é tão difícil das menores até as maiores coisas pra o meu ser pequeno e pra minha família também? A gente sempre vivendo dramas mexicanos enquanto as outras famílias numa vida “light” e “tranks”?

Por que eu não entendia o Salmo 73 ainda, o salmo que a meu ver é a resposta a todooo o livro de Eclesiastes. Na verdade vira e mexe ainda volto a questionar se é isso mesmo, se pra todo filho de Deus nada nunca é tranquilo e ocorre sem maiores desastres. Mas a história (bíblica) prova que sim, de todos os “personagens” o único que escapou do pesado dedo do nosso Deus e viveu de suquinho de limão foi Salomão(que me lembro), que ironicamente foi o que pirou ao constatar toda injustiça e como as coisas na terra realmente funcionam, como a soberana justiça do Senhor realmente governa parecendo a nós tão injusta e vã assim como nós também pensamos. Não por petulância de achar que somos merecedores de qualquer outra coisa além de chamas eternas no lago de fogo, mas vendo pelo prisma de sim, somos imerecedores, quebramos os 10 mandamentos quase semanalmente e somos indignos se quer do olhar do nosso Deus então mesmo se ele nunca nos abençoar em nada é lucro, mas sim olhando pelo prisma de que somos pecadores indignos justificados, ora , se somos justificados e o único povo que ele escolheu nessa terra para se relacionar somos nós ele não deveria nos abençoar?

O rico e o lázaro dá a deixa:

Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado.”lc 16:25

Não no sentido de acumulo de bens materiais e riquezas mas Deus não tem por que retirar o sol de sobre os que não são dele (injustos), o sol é sobre o bom e o mal, justo e o injusto mas ao ver a vida de todos os servos de Deus contando com os séculos de perseguição ao cristãos, sim, o Senhor aflige mais ao servo que ele ama, para forjar seu caráter nele e ser glorificado através disso. Ele não tem muito porque afligir o que não é seu servo e que não é seu, essa pessoa ao meu ver só receberá o mal do Senhor no que diz respeito a lei da semeadura, Deus irá cobrar a iniquidade dela sim e parte em vida mas a ira de Deus ela vai receber após a morte. Em vida se não for só o colher o que ela semeou não faz sentido, não faz sentido Deus corrigir quem não é servo e quem nunca será servo da mesma forma que ele faz a um servo (não excluindo os sofrimentos comuns da vida de qualquer pessoa que não é filho de Deus), essa pessoa viverá na sua própria iniquidade, sem correção e tamanha aflição como os servos recebem. Mas o problema é que os seus servos e os seus filhos na maioria das vezes correm desses momentos, seja não encarando de frente, cientes de que é da parte de Deus que procedem todos esses males e não da vida, do acaso, do cosmos e das dificuldades rotineiras mesmo. ,Não , é Deus, partiu dele, ou então desfalecendo por causa da pesada mão do Senhor e não terminando a carreira proposta cheia de aflições que não se podem comparar com a glória que em nós se revelará.

Eu sou do tipo que desfalecia, enfrentava de frente no sentido de que sabia que vinha da parte dele, e que era ou correção e repreensão dele por alguma coisa que eu semeei, ou para me afligir para me conformar com o caráter do seu filho e nesse segundo caso eu ainda não entendia muito bem o sentido da vida, de porque o pau quebra mesmo pra aquele que procede retamente, e vivia a indagar(ainda indago) como nos filmes “why? why lord?” então eu desfalecia.

Desfalecia! Não mais…

Ainda muito longe de nunca indagar e tomar palavras da boca de Paulo e me regozijar e ter a força e a alegria que minha mãe tem nas tribulações.

Mas agora abatida sim, mas não destruída.

😉

– Salmo 88

– Salmo 73

Lewis

27 nov

Há uma exigência dos que não são amados e dos prisioneiros de si mesmos, no sentido de que lhes seja permitido chantagear o universo: de que até que consintam em ser felizes (em seus próprios termos) ninguém mais possa provar da alegria. Que o deles seja o poder final; que o Inferno possa vetar o Céu.”

 

“Filho, precisa ser de um jeito ou de outro. Ou virá o dia em que a alegria prevalecerá e todos os fazedores de infelicidade não mais poderão atingi-la; ou, de outro modo, para sempre e sempre os fazedores da infelicidade poderão destruir nos outros a felicidade que rejeitam para si mesmos. Sei que parece grandioso dizer que você não aceitará uma salvação que deixe uma única criatura nas trevas lá fora. Mas, tenha cautela com esse raciocínio ou permitirá que um infeliz seja o tirano do universo.”

 

Então a Piedade deve morrer?

 

“É preciso diferençar. A ação da Piedade e a piedade paixão ….a Piedade viverá para sempre: mas não a sua paixão. A paixão da piedade, aquilo que simplesmente suportamos, a ânsia que leva os homens a concederem aquilo que não deve ser concedido e a lisonjearem quando deveriam falar a verdade, a piedade que levou muitas mulheres a perderem a virgindade e muitos estadistas a porem de lado a sua honestidade essa morrerá. Ela foi usada por homens perversos como uma arma contra os bons: a sua arma será destruída.

 

E o outro tipo — a piedade ação?

 

“É uma arma ao inverso. Salta mais rápido do que a luz, do lugar mais alto para o mais baixo, a fim de trazer cura e alegria, qualquer seja o custo para si mesma. Ela transforma as trevas em luz, e o mal em bem. Mas não irá, diante das lágrimas astuciosas do Inferno, impor sobre os bons a tirania do mal. Toda doença que se submeter à cura, será curada, mas não chamaremos o azul de amarelo para agradar aqueles que insistem em ter icterícia, nem transformaremos o jardim do mundo num monte de esterco por causa de alguns que não suportam o perfume das rosas.”

O GRANDE ABISMO – PÁGINA 76 ….

 

 

6 nov

Há dois tipos de pessoas: as que,em submissão e amor, dizem a Deus “Seja feita a Tua vontade“, e aquelas a quem o próprio Deus diz: “seja feita a sua vontade“.

Jack – em  “O grande abismo.”

Puro e simples

18 jun

A maioria de nós acha muito difícil desejar o “Paraíso” – a não ser que por esse nome queiramos dizer o encontro com os amigos que já morreram. Uma das razões dessa dificuldade é que não tivemos uma boa formação: toda a educação atual tende a fixar nossa atenção neste mundo. Outra razão é que, quando o verdadeiro anseio pelo Paraíso está presente em nós, não o reconhecemos. A maior parte das pessoas, se tivesse aprendido a examinar profundamente seus corações, saberia que querem, e querem com veemência, algo que não pode ser alcançado neste mundo. Existem aqui coisas prazerosas de todo tipo que nos prometem isso que queremos, mas que nunca cumprem o prometido. Aquele anseio que nasce em nós quando nos apaixonamos pela primeira vez, quando pela primeira vez pensamos numa terra estrangeira, quando começamos a estudar um assunto que nos entusiasma, é um anseio que nenhum casamento, viagem ou estudo pode realmente satisfazer. Não estou falando aqui do que costumam chamar de casamentos infelizes, férias frustradas e carreiras fracassadas, mas sim das melhores possibilidades em cada um desses campos. Havia algo que vislumbramos no primeiro instante de encantamento e que simplesmente desaparece quando o anseio se torna realidade. Acho que todos sabem do que estou falando. A esposa pode ser uma boa esposa, os hotéis e a paisagem podem ter sido excelentes, e talvez a Química seja uma bela profissão: algo, porém, nos escapou.

Cala a boca e lê.

1 jul

Ouve-se tanto sobre a muita falta de educação das novas gerações mas na verdade a grosseria com que o pais tratam os filhos me impressiona mais do que ao contrario.Quem nunca ficou constrangido ao ser convidado para uma refeição em família em que o pai ou a mãe trata os filhos com uma rudeza que se dirigida a qualquer outro simplesmente daria um fim a qualquer amizade? Dogmas, afirmações e suposições de assuntos que os pais não entendem e presumem já terem a resposta, interrupções brutais, arrogantes, negativas e bruscas ,ridicularizações de coisas que os filhos levam a sério ,referências insultosas a amigos, tudo isso responde a pergunta de “Porque eles não param em casa? ” “Porque gostam mais da casa dos outros do que da casa deles?”
Bom… quem não prefere a civilização á Barbárie?

Se você perguntar a qualquer uma dessas pessoas insuportaveis porque elas agem assim em casa elas vão te responder: ” Ah mas a gente vem pra casa para relaxar, nem sempre a gente consegue ter um comportamento perfeito.Se não posso ser eu mesmo em casa onde vou ser?

É claro que não querermos seguir um manual de etiqueta em casa mas existe desse modo uma diferença entre cortesia pública e cortesia doméstica e as duas tem o mesmo princípio de base : NINGUÉM DEVE DAR NENUMA PREFERÊNCIA A SI MESMO!

Quanto mais íntima e informal a situação não necessita haver menos necessidade de cortesia ou então só valem as vitórias retumbantes do maior egoísta presente na casa.Dai o provérbio venha morar comigo e vai saber quem eu sou.
Pode se dizer tudo , com muita liberdade e a afeição unidas em sua melhor forma pois assim não se quer ferir nem magoar, humilhar ou dominar.Você pode chamar sua querida esposa de “porquinha” enquanto ela toma uma sopa, você pode roncar enquanto seu pai conta uma história desinteressante contada por muitas vezes,pode provocar, exortar, chantagear e até zombar mas tudo no tom certo e no momento certo em que não vão ferir e em quem não vai se ferir.Quanto maior a afeição mais infalivelmente se saberá quais os momentos de dizer qualquer coisa ,sem crueldade,sem estupidez, sem egoísmo,com compreensão e com arte.

Os 4 amores..

%d blogueiros gostam disto: